thank u, next, de Ariana Grande, fala muito sobre o consumo de música na era de streamings

Álbuns · Por Mauro Sérgio Lima

21 de Março de 2019, às 12:00

No dia 8 de fevereiro deste ano, a cantora Ariana Grande lançou seu quinto álbum de estúdio, thank u, next. O disco chegou a menos de seis meses do LP anterior. Mesmo com um lançamento tão próximo, o álbum já quebrou recordes e pode ser uma amostra para pensarmos como consumimos música ultimamente.

Nesse artigo iremos falar o porquê de thank u, next ser um trabalho que vai além do que suas melodias e letras deixam transparecer.

Dois álbuns com um curto tempo de lançamento entre eles

Antes de terminar a promoção de seu álbum anterior, sweetener, lançado em 17 de agosto de 2018, Ariana Grande já indicava que uma nova compilação de canções estava prestes a sair.

A última música de trabalho de sweetener foi lançada em 18 de setembro do ano passado, enquanto o primeiro single de thank u, next veio a público em 3 de novembro do mesmo ano. Uma diferença de 7 semanas.

O sweetener é um grande passo de amadurecimento musical de Ariana e você pode ler sobre ele para se inteirar ainda mais da carreira dela.

Desde então, o último trabalho da cantora já ganhou mais duas músicas de trabalho, 7 rings e break up with your girlfriend, i’m bored. Todos os três primeiros singles do último álbum estão no top de mais acessadas do Letras, bem como todas as traduções.

Números de streamings

Falar da velocidade do lançamento é importante para termos em mente que, mesmo com uma música atrás da outra e álbuns diferentes, o consumo não caiu, muito pelo contrário. Abaixo você confere os números de streamings impressionantes dos três primeiros singles de thank u, next:

  • thank u, next (música): a canção mais rápida a fazer 100 milhões de streamings no Spotify, levou apenas 11 dias;
  • 7 rings: a música feminina com mais streamings nas primeiras 24h do lançamento, atingiu 8,55 milhões de execuções;
  • break up with your girlfriend, i’m bored: a música fez 59,2 milhões de streamings e estreou em segundo lugar na Billboard, parada musical norte-americana.

Ao contrário do que poderíamos pensar, os números das músicas mostram que Ariana Grande conseguiu manter o interesse do público mesmo com lançamentos tão próximos.

Recordes de thank u, next na Billboard

Por ser a principal parada de música dos Estados Unidos, a Billboard é muito visada por artistas do mundo inteiro. Ela mede o sucesso musical da indústria desde 1940 e não é fácil fazer parte dela, muito menos estar no Top 3.

Diversas pessoas entendem que popularidade não dita, necessariamente, qualidade. Entretanto, olhar para as músicas de maior sucesso de um tempo diz sobre como é a sociedade naquele momento.

Pelos recordes quebrados por Ariana Grande com thank u, next, não dá para negar que a moça de 25 anos já entrou para a história. Além dos números que apresentamos anteriormente, a cantora conseguiu outros feitos impressionantes.

Capa do álbum thank u, next, de Ariana Grande
Capa do álbum thank u, next / Créditos: Divulgação

Todo o álbum no top 40

As doze músicas de thank u, next entraram na parada musical entre as 40 primeiras posições. O recorde feminino de posicionar mais canções pertencia à rapper Cardi B, que havia colocado nove músicas de seu álbum na Billboard.

As músicas continuaram na parada

Na segunda semana de levantamento da principal parada da Billboard, chamada Hot 100, todas as músicas permaneceram. Ariana foi a primeira artista feminina a conseguir esse feito.

Par a par com os Beatles

A cantora teve êxito em colocar, simultaneamente, três músicas no Top 3 semanal da Billboard Hot 100. Isso não acontecia há 55 anos, quando os Beatles ocuparam as três primeiras posições com Can’t Buy Me Love, Twist And Shout e Do You Want To Know a Secret.

Recepção da crítica

Além do sucesso dos números, o novo álbum de Ariana também conquistou os críticos especializados. No site Metacritic, que reúne resenhas de grandes portais e profissionais renomados, thank u, next marcou 86 pontos em 100, a maior pontuação da cantora até hoje.

As notas gerais de Grande sempre foram boas e ficaram acima da média. Sua menor pontuação veio do segundo álbum, My Everything, com 64. Veja abaixo a relação de pontos de todos os discos de sua carreira, organizados por ordem cronológica:

  • Yours Truly (2013): 81 pontos;
  • My Everything (2014): 64 pontos;
  • Dangerous Woman (2016): 76 pontos;
  • sweetener (2018): 81 pontos;
  • thank u, next (2019): 86 pontos.

Quanto aos usuários do Metacritic, eles podem dar notas de 0 a 10. Nesse contexto, a menor pontuação da discografia de Ariana Grande é 8.0, dada ao sweetener, e a maior é 8.6, concedida ao Dangerous Woman. thank u, next ficou com 8.3.

Com essa análise, podemos perceber que Ariana Grande combina popularidade com qualidade, sem dever muito para nenhuma das duas características.

Mesmo com o curto espaço de lançamento entre os dois últimos álbuns, a cantora conseguiu quebrar recordes e também ser bem avaliada pelos críticos. Em uma era em que os streamings crescem exponencialmente, o sucesso dela pode nos mostrar como os hábitos de consumo se desenham. Alta demanda do público se converte em números, exposição e, caso o trabalho seja bem feito, críticas positivas.

Ariana Grande no clipe de thank u, next
Créditos: Divulgação

Se já conhece e adora toda a discografia de Ariana, dê o play nos hits mais ouvidos e curta as melodias dessa mulher que cada dia surpreende mais.