exibições 8.285

Dorobo

BNegão


Dorobo, tem que ser ligeiro, senão cai onde estou
Na favela, Reis dos Ancestrais, óh que louco!
Favela, Sabotage, B-negão, rap bate forte no brasil e no japão (2x)

Itchi ni , é um, dois, três na terra do Iene, Haiako
Alguém com muita pressa, lá é vem. Sayonará, bátchan
Sei que toda mãe tem seu divâ, Samurai Vivan, Também Faz ter Fã
Suas Cerveja, pura, procura, na vida de amanhã, lembranças
De Bruce Lee, o Terror do soco Shaulin
Do oriente arrego a treguá, o vinho, Mestro Fim,
A sua cara metade, se foi Brandon Lee
Sim, Sansei, Hoje seigo rango, e num cai bem, também,
Que eu me lembrei, Banzai, sai satanás, o que? Aqui corre atrás
Não. não vem que não tem, sai, banzai, banzai
Senhor, favela é minha vida, aquele povo é minha paz, Hai, Hai
Dorobo trás, se não for um, dois cai, Bay, bay, Bay, bay, bay

No dia querei, se tús quer, vo querer também, meu bem querer
Nico Nico, Um Dia sai, com você, e sinto o Dorobo se quer o que?
Pra mim ver? Meu bem quere-e-r

Comer Tofu, Ir pra sul, faço a Prê, Sayonará, arigatou,
Não vou pelos Cálvos
Haiako, Dorobo, Kikato, Não teve acerto, Caiu, Shiiiii
Itchi ni, sushi, sushi, Tão só, pobre, e Usúmario, sam, Juju Itohi
Entrevista fiz com Carlá, Vanessa, Quem? Paulin, se eu vim que vim, na Revista até sorrir.
Melhor Pensei, Rap cantei, salve Tio Tonu, tramei, nissei, dissei, No Dia querei.

Comer Tofu, Ir pra sul, Brooklin Sul, Sabotei, sabotei, sabotei

Dorobo, tem que ser ligeiro, senão cai onde estou
Na favela, Reis dos Ancestrais óh que louco
Favela, Sabotage, B-negão, rap bate forte no brasil e no japão (2x)

Planeta terra ? cidade Tóquio
Nagoya, Gunma, Hamamatsu
Pode levar fé, o oriente é o meu negócio
Esse som fornece a passagem, nessa viagem, Sabotage é meu sócio
Na vida deve haver equilíbrio entre o trabalho e ócio criativo
Praneto Hampo representou Burandiru na terra do sol nascente
Furaito ? do horizonte, fui à linha
24 horas de viagem estilo lata de sardinha
Chegando lá: Zeican, Inu, Ongacu, Tabemono, Rotoke, Narau, Furui, Atarachi, Monte Fuji
Yosutebito, Uatachi, ?Iki, Baka Iki!?
?Takara qué gastá!?
Da cultura milenar até o atual mangá
Das damas ao anime, sou fã de muita coisa que veio de lá
Vários deles também, por sua vez, nos dão um boi, pois, pra eles, nosso futebol é rei
Pra uma pá de gente, nossa música é o que pega
Outros preferem, claramente, o hino da segunda guerra
100 metros de queda livre, tá no guiness
Uns procupados com a alma, outros com o business
Hiroshima- Nagasaki, o maior atentado da história, essa é a verdade
Terremoto, poluição, contaminação e outros bichos
Lá, vi carro estilo nave espacial indo direto pro compactador de lixo
O motivo? já tavam defasados em tecnologia
Encarecando os concertos e ocupando espaço precioso na pequena ilha
Vi lágrimas dos que saíram daqui pra lá, pra correr atrás
No momento em que foi mencionado, no microfone, o nome do nosso país
Vi mulheres com bota de tal altura que fariam inveja ao pessoal do Kiss
Vi gente que escapou de perder o dedo pro pessoal do Irã, por um triz
Entre Baltan e Ultramen estamos quase sempre
Uatach-Tati ua Burandirus-dindes
Yosutebito, Dorobo e Instituto pode crê
Rap-ragga nega nissei pra vocês

Dorobo, tem que ser ligeiro, senão cai onde estou
Na favela, Reis dos Ancestrais óh que louco
Favela, Sabotage, B-negão, rap bate forte no brasil e no japão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir