Eu sou cabra moderno, não sou exigente
Jega desse tamanho não vou nem olhar os dentes
Venha o que vier, não tenho preconceito
Nunca vi neném com fome reclamar da cor dos peitos
Se eu fosse japonês comia com dois pauzinhos
mas eu só tenho um, vou te comer

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

O meu sonho, o meu desejo é dormir feito um caranguejo
Enterrado num buraco, de quebrar levando uns beijos
Eu sou feliz, eu tenho esperança
Vou ganhar muito dinheiro pra botar na sua poupança
Se eu fosse uma moeda entrava em seu cofrinho
Mas a coisa ta preta nã nã nã nã nã nã não

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Eu sou cabra moderno, não sou exigente
Jega desse tamanho não vou nem olhar os dentes
Venha o que vier, não tenho preconceito
Nunca vi neném com fome reclamar da cor dos peitos
Se eu fosse japonês comia com dois pauzinhos
mas eu só tenho um, vou te comer

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Devagarinho vai, devagarinho vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

O meu sonho, o meu desejo é dormir feito um caranguejo
Enterrado num buraco, de quebrar levando uns beijos
Eu sou feliz, eu tenho esperança
Vou ganhar muito dinheiro pra botar na sua poupança
Queria ser uma moeda pra entrar em seu cofrinho
Mas a coisa ta preta nã nã nã nã nã nã

Devagarinho vai, que vai, que vai, que vem
Com essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Devagarinho, devagarinho vem
Essa cara de besta não dou mole pra ninguém
Devagarinho vai, devagarinho vem
Panhei a festa toda e vou panhar você também

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir