Ad Noctum

Swept in a distant dream, I am bound
As a cunning waver trapped in it's line
Facing the cold, stuck in the mould
The magma here under makes fire seems cold

And I've been down below
And I've been high above

From flaring field of fiery formations
The sub dimensions aflame
Like a havoc in black when the force turns back
The surface tears open spills blood from it's cracks

The cause of the essence sharpen the lines of dimensions

I am raised by the fields, by the highlands
The minded mountains of old
Where the river starts roaring I roam
Where the wind comes moaning I wander alone
AD NOCTUM

The course of the essence sharpen the lines
Of the dimensions I am trembling between
The inner cause of the utter cause
Reflections of the core

The furious nightmare of reckless erosion
Falling and climbing
A loop of convulsion
An eruption of evil takes form (it is I)
What once where shattered is gathered
Stand tall aim towards the night
AD NOCTUM

The course of the essence sharpen the lines
Of the dimensions I am trembling between
The inner cause of the utter cause
Reflections within the core

Fire burn wisdom in me
Wisdom set mind and spirit free
Moonlight show me the mysteries of life
Winternight give me clearsight and storms to fight

Na escuridão

Arrastado para um sonho distante, eu estou preso
Enquanto uma enganadora confusão me mantém neste caminho
Enfrentando o frio, preso nesta forma
O magma aqui faz o fogo parecer gelado

E eu estive abaixo de tudo
E eu estive acima de tudo

Da ardente área de formações incandescentes
As sub-dimensões flamejam
Como um caos enegrecido quando a força revida
A superfície derrama lágrimas de sangue de suas rachaduras

É a causa da essência afiar as linhas dimensionais

Sou criação dos campos, das cordilheiras
Das sábias montanhas antigas
Onde os rios rugem eu passeio
Onde o vento geme eu caminho só
Na escuridão

O percurso essencial afia as linhas
Das dimensões entre as quais entre as quais trepido
A causa interna da causa absoluta
Reflexões do núcleo

O pesadelo furioso da erosão imprudente
Caindo e subindo
Um ciclo de convulsão
A erupção da maldade se formando (o que eu sou)
O que fora separado é unido
Mantém-se de pé visando a noite
Na escuridão

A curso da essência afina as linhas
Das dimensões entre as quais entre as quais trepido
A causa profunda da causa total
Reflexões alcançam o âmago

Fogo queima
Sabedoria prepara a mente e liberta o espírito
A luz da Lua me mostra os mistérios da vida
Noites invernais clareiam minha visão e tempestades para lutar

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: http://www.allmusic.com/artist/mn0001878171. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Fellipe e traduzida por Mariane. Revisão por Amanda. Viu algum erro? Envie uma revisão.


Posts relacionados

Ver mais no Blog