Do sertão, a estrada de terra
Traz palavras que escrevo essa canção
Fala de bota, chapéu, espora e cela
De gado e tradição

No fogão a lenha
De manhã aquece as mãos
Enquanto a chama
Afasta o medo do peão

No mata-burro fica
Tristeza e solidão
Preciso segurar as rédeas
Do meu coração

Tá no sangue amar esse lugar
Meu destino, essência, chão
Meu ar, esse lugar
Ar, esse lugar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog