exibições 2.531
Foto do artista Bruno Batista

Sobre anjos e arraias

Bruno Batista


Sou de um tipo perigoso
Como anjos e arraias
Sempre ando com essa laia
Não tenho mãos para flor...
Sou lascivo e violento
Mas não consta no contrato
Não resisto em apartamento
Sinto falta do contato
Aprecio Johnny Depp
Vendilhões, putas da Help
E garrafas de saquê
Jogo sujo, dou calote
Só tenho o calor da sorte
E a vontade de morrer!

Mas quem, além de mim
Te deixaria tonta de tanto cuidado?
Além de mim te deixaria as contas
E nenhum trocado?
Limparia teus sapatos
Inventava mil favores
Invadia tua casa
Testaria novas cores
Comandava outro atentado
Amassava teus recados
Te pegava assim de lado
E sonhava teus amores?

Quem, além de mim
Trocaria uma saudade por duas lembranças?
Além do além tem um lugar mofado
E sem esperança
Onde eu corto tuas tranças
Sigo todos teus conselhos
Deixo o meu cinza de lado
Admito teu vermelho
Mato os gatos da família
Poupo os garfos e a mobília
Convoco toda a quadrilha
E revelo meu segredo:

Ah, meu Deus
Eu sou o pecador
Eu sou o pecador
Que te acorda mais cedo!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir