Quando a dor me amargurar
Quando sentir penas duras
Só me podem consolar
Teus olhos, contas escuras


Do´ eles só brotam amores
Não há sombra d´ ironias
Teus olhos sedutores
São duas ave-marias


Quando a vida os vem turvar
Fazem-me sofrer torturas
E as contas todas rezar
Do rosário d´ amarguras


Ou se os alaga a aflição
Peço para ti alegrias
Numa fervente oração
Que rezo todos os dias


Teus olhos, contas escuras
São duas ave-marias
No rosário d´ amarguras
Que rezo todos os dias

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir