O Menino e a Multidão

Canção & Louvor

exibições 10.302

Era só um menino entre a multidão que seguia Jesus
Com o lanche na mão, acompanhado da mãe que o conduz
Os discípulos chegaram e falaram com o Mestre em particular
Despede a multidão pra que comprem comida pra se alimentar

Jesus fala que é importante que todos não saiam dali
E manda alimentar a todo o povo que estava ali
Os discípulos falaram, Senhor nós não temos nenhuma condição
Não temos dinheiro e não temos pão, pra alimentar a grande multidão

Mas tinha um menino, quieto e caladinho
Que tinha em sua mão, cinco pães e dois peixinhos
Um menino comum, como outro qualquer
Mas pra Jesus fazer não precisa ter nome Ele usa quem quer
Na lógica humana é pouco alimento
Mas na mão de Jesus é só por pouco tempo
Se pra o homem é pouco e não vale
Mas para Jesus é suficiente pra fazer milagre

O Mestre pega o pão e o peixe ora e agradece
Senta o povo na grama, os discípulos levantam e a eles o servem
Quando tirava um pão, já tinha lá dois pães
Quando tirava um peixe, já tinha lá dois peixes
O povo não sabia se chorava ou se comia
Era tanto alimento que a multidão repetia
Era tanta glória que invadia aquele lugar
Eu sinceramente desejaria estar lá
Se para os discípulos, o lanchinho não serviria
Mas pra Jesus dois peixes é muito peixe
E cinco pães é padaria!

Talvez hoje você se ache que é só mais um entre o povo
Que ninguém te viu e nem percebeu que você estava ai
Na verdade você só veio com intuito de adorar
Mas na realidade o intuito de Deus é querer te usar
Pois há muitos que estão com fome e com sede de ouvir a palavra
E o Mestre procura aquele que tem algo pra mostrar
O povo despreza e fala que você não tem condição
Que o que você tem não dá pra nação
E você se esconde entre a multidão

Mas hoje Ele te viu, e mandou te chamar
E se você não vir, Ele vai te buscar
Você não é comum, tem algo a mostrar
E o Mestre quer te ver, quer te encher, quer te usar
Pra muitos você é nada, é uma pedra na estrada
É mais um na multidão, sem serventia pra nada
Mas na mão de Jesus você é muito
É uma bala engatilhada

O mestre vai pegar o pouco que tu tens em ti
E vai multiplicar, capacitar, vai sacudir
Quando abrir a boca, o coxo vai andar
Quando louvor um hino, o mudo vai falar
Enquanto tu der glória algo vai acontecer
A glória vai descer, vai descer, vai descer, vai descer
A glória vai descer, vai descer, vai descer
A glória vai descer, vai descer, vai descer
A glória vai descer, vai descer, vai descer, vai descer, vai descer.

Através de ti, Deus vai fazer tantos milagres
Serás alimento de Deus para as cidades
Mostra o que tu tens e recebe uma nova unção
Pois hoje Jesus é Jesus e você nessa história
É o menino do lanche dessa multidão

Deixa Ele te usar!

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir