Caprichoso: Um canto novo de esperança

Boi Caprichoso


Ouça o choro do índio que ecoa no canto
Caboclo que clama
Pela floresta que um dia foi seu lar
Sua virgem verde casa desnudada
Sua lenda, sua tribo, seu rito desapareceu
Sua história, sua Matria Brasílis desapareceu

E a cobra-grande já sumiu, não sei quem viu mapiguari
O homem branco explorou o índio valente, consumindo a sua fé
Até que chegou o meu boi fazendo a seu povo um canto novo de esperança
Caprichoso

Meu boi, meu boi, a paixão que me envolve por inteiro
Que me dá forças me conforta e faz continuar
Meu boi, meu boi, tradição que percorre em minhas veias
Para o mundo inteiro eu declaro este amor
Caprichoso

A estrela conquistou um coração
Do caboclo e do povo de além-mar
Sua história, brincadeira, conto e versos, o folclore popular
Caprichoso

Balança e rodopia na evolução
Lá no estandarte a bandeira da preservação
Apaixonado, é um apelo que fazemos de uma forma de canção

Caprichoso, caprichoso
Touro negro, meu amor
Caprichoso, caprichoso
Touro negro, meu amor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Emerson Maia Filho. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Swan. Revisão por Rafael. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts