Ja tá cansado da minha voz porque
O tempo todo um timbre feminino é
Pra maioria algo enjoativo
Que tal se agora entrasse um homem aqui?
Pra gente dar aquela variada
Não é um gosto pessoal
Às vezes é o que pede o som
E eu 'inda posso ser a backing vocal
E posso pagar pau
Enquanto você me diz pra me inspirar
Nos Mutantes e na Rita Lee

Eu posso até rir
Enquanto você conta uma piada que era minha
Uma ideia que era minha
Você descobre as coisas que eu já disse
Que eu já disse quatrocentas vezes
As vezes eu te odeio muito, às vezes

Quem sabe eu tô naqueles dias
Acho que tô naqueles dias
Alimentando a fantasia
De que ao falar farei justiça
Se eu falo é me desculpa
Se eu falo é com licença
Se eu falo é obrigada

Pois aproveitando essa hemorragia
Vou me dar o luxo de ser verborrágica
Com você não basta que eu seja prática
Você não sustenta um raciocínio lógico
E eu já não suporto te explicar o óbvio
Você finge me tratar como igual
Mas seu arroto é pura condescendência
Não, eu não quero me acalmar
Eu não preciso de um tempo
Eu na verdade sei que não adianta esse lamento
Você não vai se apurar
Não importa quanto tempo passe
Meu sexo sempre é um impasse
É a razão pra me acusar
Que é por isso que eu sô histérica
Eu não sô histérica, eu só tô histérica
Que é por isso que eu sou neurótica
Eu não sou neurótica, eu só tô neurótica
Que é modinha eu ser selvática
Meu bem, eu sempre fui selvática
E é bom que você se cuide
Não vai ter quem lhe acude quando eu quiser te capar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Macloys Aquino / Salma Jô · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lucas, Legendado por Luiza
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.