exibições 1.138

Aprecie Sem Moderação

Cartel da Cevada


Acordei com uma baita ressaca
Não sei mais o que posso fazer
Eu quero uma ceva gelada
Pra acordar e pra me refazer

Ontem eu tomei um porre
Não sei como eu fui e voltei
Acordei com uma baita gostosa
Do resto não lembro, não lembro ou não sei

Tomei caipirinha de vodka,
Whisky metido a escocês
Agora lembro do gin com a tônica
A loira, a morena e éramos três

APRECIE SEM MODERAÇÃO

Um sexo bem suado
Um boquetinho bem pegado
A mão naquilo, aquilo na mão

Que dor de cabeça fudida
Isto eu nunca mais vou fazer
Escuto o telefone tocando
Alguém me convidando pra beber

Nem cheguei a pensar duas vezes
E já estava na mesa do bar
Entornei umas quantas cervejas, umas duas tequilas
E fui pro bilhar

APRECIE SEM MODERAÇÃO

Azeitona, polenta, peixinho com limão
Xis bacon, calabresa ou então coração
Batata frita, bife, arroz e feijão (e o ovo?!)

Chegando lá encontrei uma ruiva
De cara pensei em casar
Mas logo vi a maldade nos olhos
Pensei "quero sexo!", não vou namorar

Acordei com uma baita ressaca
Não sei mais o que posso fazer
Já decidi o que eu quero da vida
Não tenho mais medo, vou morrer de beber!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir