Foi sem querer que atravessei a dor
Foi sem querer que vi você passar
Devagar, devagar, devagar

Foi na discórdia de um louco só
E os palhaços no teatro sem ator
Aquele que dizia entender o amor
Fez-se forma torta e sufoca aonde for
Devagar, devagar, devagar

Me diz que aquela flor não te tocou
Que música não te inspirou
E que a foto não te lembrou
Me diz que o poema não tem razão
Que o mal entendido não tem solução
Que o acaso não vá mudar

E o que quer? o que é? sem fingir
Espelhos d'água e flores secas
E o que foi? O que foi afinal?
Lágrimas vão sem respostas

Foi sem querer deixei o tempo
Mas se volta e me toca, faço rir
Devagar, devagar, devagar

Foi na amplitude de um amanhã
E no karma dos aplausos de um fã
Pura, cura e suga tudo de uma vez
A distancia é o tamanho que o sofrer se fez
Devagar, devagar, devagar

Me diz que aquela flor não te tocou
Que música não te inspirou
E que a foto não te lembrou
Me diz que o poema não tem razão
Que o mal entendido não tem solução
Que o acaso não vá mudar

E o que quer? o que é? sem fingir
Espelhos d'água e flores secas
E o que foi? O que foi afinal?
Lágrimas vão sem respostas

'Solo guitarra'

E o que quer? o que é? sem fingir
Espelhos d'água e flores secas
E o que foi? O que foi afinal?
Lágrimas vão e vem
E eu continuo sem resposta

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir