exibições 7.398
Foto do artista Chagas Sobrinho

A Mão de Jeová

Chagas Sobrinho


Não há quem possa escapar, de quem tem todo poder
De quem no momento tudo faz acontecer
Ele foi quem fez o sol, o universo, a amplidão
As estrelas foram feitas pela sua mão
Ele colocou limites, até onde vem o mar
Daquele lugar não passa, permanece lá
Suas ondas emboladas, batem e voltam dali
Para obedecer aquele que lhe fez surgir

Não há quem consiga Dele se livrar
Seus olhos estão, em todo lugar
A Ele todos os joelhos têm que se dobrar
Nem a Terra pode a Ele suportar
Derrete, balança, muda de lugar
Não há quem possa resistir a mão de Jeová

A Ele não se suborna, não respeita posição
Não se compra com dinheiro por uma razão
Ele é o dono da prata, dono do ouro também
Ninguém pode sequestrá-lo, não teme a ninguém
O seu trono é muito alto, ninguém pode subir lá
Há alguém que quis tomá-lo, já desceu de lá
E jamais terá remédio, para sua transgressão
Ai de quem ofende a Deus e cai em sua mão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir