Todo dia quando acordo
E te vejo do meu lado
Dou graças à Deus
Meio zonzo, sonolento
Me aproximo com cuidado
Do teu corpo que o amor adormeceu
Te abraço e te procuro
Com carícias e sussurros
Pra te amar mais uma vez
Abre os olhos e me beija
Diz que também me deseja
E a gente faz amor outra vez
Você é meu café da manhã, meu sol
Meu céu de verão
É sorte, é meu talismã, meu farol
Luz no meio da escuridão
To parado no sinal
Esse trânsito é um caos
Mas tô numa boa
De repente alguém me vê
Não consegue entender
Porque estou rindo à toa
Chuva cai no parabrisa
E o limpador desliza
Faz lembrar seu corpo no meu
Que se dane o meu trabalho
Vou pegar qualquer atalho
Porque o desejo bateu

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir