Traz seu rosto marcado
E culpas que sou eu
Ai, amor criança
Posso te entender
Hoje eu sou um homem
Só pra te ensinar

Eu ensinei que até as flores
Ferem com jeitinho
Pois tem sempre alguém
Que vive em seu caminho
Negando carinho
Só pra machucar

Vem, que eu estou só
Nesta praia deserta
Tudo me desperta
Já é madrugada
E a água que cobre
O meu corpo é você

Ah, esta saudade
Marca o meu rosto
O vento me bate
Assanha meus cabelos
Logo eu me vejo
Dono de você

Que me mata, me fere
Me acaba, me arrasa
São seus olhos misturando-se
Ao verde das matas
São as pedras que choram sozinhas
Esperando você chegar

Que me mata, me fere
Me acaba, me arrasa
São seus olhos misturando-se
Ao verde das matas
São as pedras que choram sozinhas
Esperando você chegar

Vem, que eu estou só
Nesta praia deserta
Tudo me desperta
Já é madrugada
E a água que cobre
O meu corpo é você

Ah, esta saudade
Marca o meu rosto
O vento me bate
Assanha meus cabelos
Logo eu me vejo
Dono de você

Que me mata, me fere
Me acaba, me arrasa
São seus olhos misturando-se
Ao verde das matas
São as pedras que choram sozinhas
Esperando você chegar

Que me mata, me fere
Me acaba, me arrasa
São seus olhos misturando-se
Ao verde das matas
São as pedras que choram sozinhas
Esperando você chegar

Que me mata, me fere
Me acaba, me arrasa
São seus olhos misturando-se
Ao verde das matas
São as pedras que choram sozinhas
Esperando você chegar

Esperando você chegar
Esperando você chegar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir