Quero acordar bem cedo nas manhãs destas campinas
Mirar ao longe o verde desta terra que nasci
Pelo orvalho do sereno vou andando nas coxilhas
Dizendo sempre em prosa: Senhor, tu és meu Deus!

Deste pampa matutino eu vou me desfazer
Para o pampa do senhor meu Deus
Patrão dos altos céus certamente eu estarei

Pampa que destas querências
Somos hermanos de fato
Juntos pleiteando o amor de Deus, o amor de Deus, o amor de Deus!

E quando chegar a noitinha nas estâncias do meu pago
Me achego ao relento de viola e gaita a mão
Que é pra cantar as cantigas relembrando a velha história
Da luta dos índios guapos, pelo pampa que herdei

Deste pampa matutino eu vou me desfazer
Para o pampa do senhor meu Deus
Patrão dos altos céus certamente eu estarei

Pampa que destas querências
Somos hermanos de fato
Juntos pleiteando o amor de Deus, o amor de Deus, o amor de Deus!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog