exibições 3.979
Foto do artista Cólera

Cultural Revolução

Cólera


Qual a sua razão, Porque tanta aflição, meu
Você não sente o lugar, Nem o tempo passar
Essa ameba é você, Pisa e suga e quer foder
Considero um irmão, Quem batalha, quem luta
Na garagem ou porão, Arte e revolução
Essa ameba é você, Põe defeito e quer foder.
VAI, VAI, VAI, VAI BASTARDO, VAI
NÃO IMPORTA SUA VISÃO
CULTURAL REVOLUÇÃO!
Sonhos e frustrações, seu passado foi em vão
Agora quer criticar, quer julgar e humilhar
Essa ameba é você, é um porco com poder.
VAI, VAI, VAI, VAI BASTARDO, VAI
NÃO IMPORTA SUA VISÃO
CULTURAL REVOLUÇÃO!
Todas as bandas! Cultural revolta!
Chega de palhaços! Seus idiotas, seus bastardos!

Texto do encarte: "É péssima a sensação de estar julgando umaexpressão sincera como a música alternativa, de julgar arte,julgar um sentimento. Me estarrece saber que existem pessoas tãobem remuneradas para fazer isso e o fazem com um mau gostoúnico."

Qual a sua razão, Porque tanta aflição, meu
Você não sente o lugar, Nem o tempo passar
Essa ameba é você, Pisa e suga e quer foder
Considero um irmão, Quem batalha, quem luta
Na garagem ou porão, Arte-revolução
Depois chega você, Põe defeito e quer foder.
VAI, VAI, VAI, VAI BASTARDO, VAI
NÃO IMPORTA SUA VISÃO
CULTURAL REVOLUÇÃO!
Sonhos e frustrações, seu passado foi em vão
Agora quer criticar, quer julgar e humilhar
Essa ameba é você, é um porco com poder.
VAI, VAI, VAI, VAI BASTARDO, VAI
NÃO IMPORTA SUA VISÃO
CULTURAL REVOLUÇÃO!
Todas as bandas! Cultural revolta!
Chega de palhaços! Seus idiotas, seus bastardos!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir