Nesse sistema solar, que precisa-se de um rei,
que conjuge o verbo amar, que cumpra todas as leis.
Que não seja materialista, que não tenha preconceitos,
que combata os vigaristas e resgate o respeito.

Refrão:
O rei dessa terra morreu numa cruz,
o mundo das trevas viu de novo a luz,
Mas o homem esqueceu de viver a verdade,
deixando a imponência vencer a humildade.

Nesse sistema solar, que venha um rei com certeza,
que combata a miséria e seja amigo da pobreza.
Que olhe velhos e crianças, que use a sua realeza,
para unir todos os povos, com bravura e com firmeza.

Refrão:
O rei dessa terra morreu numa cruz,
o mundo das trevas viu de novo a luz,
Mas o homem esqueceu de viver a verdade,
deixando a imponência vencer a humildade.

Que seja um rei como Aquele, que lavou os pés dos irmãos,
mostrando a todos os homens, o caminho, a direção.
Precisa-se de um rei, que ame como Ele amou,
que seja como Ele foi, que se doe como Ele doou.

Refrão:
O rei dessa terra morreu numa cruz,
o mundo das trevas viu de novo a luz,
Mas o homem esqueceu de viver a verdade,
deixando a imponência vencer a humildade.
Deixando a imponência vencer a humildade.
Deixando a imponência vencer a humildade.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog