Eu nasci pra fazer verso, cresci fazendo aventura
Já trabalhei no pesado, fui peão de prefeitura
Quando comecei cantar, tudo mudou de figura
Deixei pra trás o passado, é como diz o ditado
Nego bom não se mistura

Nego bom não se mistura
Deixei pra trás o passado
É como diz o ditado
Nego bom não se mistura

Tem coisas que não agrada, mas minha paciência atura
Não me lambuzo em melado, nunca comi rapadura
Não gosto de mulher feia, me dá remorso a feiura
Se elas falarem de mim, eu respondo bem assim
Nego bom não se mistura

Nego bom não se mistura
Se elas falarem de mim
Eu respondo bem assim
Nego bom não se mistura

Pra mulher, falo a verdade, pode crer na minha jura
Não gosto de mulher magra, perninha de saracura
Minha mulher é gordinha, eu gosto só de fofura
Gosto muito d'um retoço, minha vida é um colosso
E nego bom não se mistura

Nego bom não se mistura
Gosto muito d'um retoço
Minha vida é um colosso
E nego bom não se mistura

Se bebo, fico mamau, cinco ou seis não me segura
E quando chega a polícia dizendo, ninguém te atura
Me recolhem pra o xadrez, me botam na pedra pura
Meu direito, eu solicito, eu quero ficar solito
E nego bom não se mistura

Nego bom não se mistura
Meu direito eu solicito
Eu quero é ficar solito
E nego bom não se mistura

No dia em que eu morrer, façam festa com fartura
Não quero muita tristeza, nem caixão de tábua dura
Quero bem curtinha as velas, velório meio às escura'
Me enterrem num campo aberto, quero só gado por perto
E nego bom não se mistura

Nego bom não se mistura
Me enterrem num campo aberto
Quero só o gado por perto
E nego bom não se mistura

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir