Sei que há de dizer que não virá jamais
Pra me tirar a paz
E até me condenar
A ter nos dias meus
Doces recordações
E muitas aflições
Provando o meu olhar

Sei que nos meus sonhos
Hão de aparecer
Qual nuvens feito dor
No céu do meu sofrer
Em troca ouvirás
Uns versos de paixões
Vindas de um coração
Que apenas quis te amar

Mas nada há de se perder
A própria dor há de valer
O mundo é bom professor
A te ensinar que o remorso é qual espinho
Que vai ferindo nas dosagens de carinho
A solidão não deixará
Quem tem o dom de odiar
Pra magoar quem sabe amar

As unhas da saudade
Marcam de verdade
Arranhando sem parar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Délcio Carvalho / Yvonne Lara · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Jéssica
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.