No One

Uncontrolled spaces
Lifeless til provoked
Deep uncharted oceans
Nonexistent til claimed
Great raging fires
Silent

When there is no one
When no one is mine
The no one is me
The no one is me
Me, me, me, me

Tall reaching branches
Pointless to even try
Countless flaming cities
Measured without cost
All-seeing eyes
Without stories to tell

Inside the orchard there's a scent of devilry
As was in my heart
...the sweetness overripe...
Rancid in attempt to overcome the shackles
If only the soil could hold

When there is no one
When no one is mine
The no one is me

When there is no one
When no one is mine
The no one is me
The no one is me

When there is no one
When no one is mine
The no one is me
The no one is me

The wide open wound
Won't heal without purpose
It never stops
The wide open wound
That never heals
The no one is me
The no one is me

No One (Tradução)

Descontrola espaços
Vida til provocou
desconhecidos oceanos profundos
Inexistente til alegaram
Grandes incêndios raging
Silencio

Quando não há ninguém
Quando ninguém está mina
A ninguém é mim
A ninguém é mim
Eu, eu, eu, eu

Tall atingindo ramos
Ao mesmo inútil tentar
Inúmeras cidades flamejante
Medido sem custo
tudo-vendo os olhos
Sem histórias para contar

No interior do pomar há um aroma de demônios
Como foi no meu coração
... A doçura sobre amadurecidas ...
Ranço na tentativa de superar as shackles
Se apenas o solo poderia deter

Quando não há ninguém
Quando ninguém está mina
A ninguém é mim

Quando não há ninguém
Quando ninguém está mina
A ninguém é mim
A ninguém é mim

Quando não há ninguém
Quando ninguém está mina
A ninguém é mim
A ninguém é mim

A grande ferida aberta
Não curam sem efeito
Ela nunca para
A grande ferida aberta
Isso nunca cura
A ninguém é mim
A ninguém é mim

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Dark Tranquillity / Mikael Stanne · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Yvana, Traduzida por Otávio
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.