Inacreditável como as coisas são
Não se sabe como e quando elas vem e Vão
E eu sempre com a Mania de abraçar a dor
Mas de tanto agir assim, meu coração fechou.

Seu Ombro, Seu amigo, eu não posso ser
Porque todo o meu respeito eu posso perder
Eu Não vejo mais sentindo em te machucar
Porque agora, do seu lado eu quero ficar.

Marcas que ficam para sempre
Mas você aprende a se defender sozinha
E Quanto, mais eu me calava
O Mal, mais desejava
No Fundo eu só queria o Fim.

Foi Você,
Eu, que causei dor
Por ser quem eu sou
Foi Você,
Eu, que vou dizer
Errar, sim... Mas aprender.

Eu Sinto muita Culpa de ter sido assim
Eu Não sei o que me dava, eu só pensava em mim
E Agora eu vou dizer o que quero fazer
O Seu ombro, Seu amigo é o que eu quero ser

Eu espero que o tempo faça você ver
Que eu não quero ser mais um, e Nunca vou querer
Desse Mundo tão sofrido, Quero te Livrar
Desse Mundo de Mentiras, Quero te tirar.

Marcas que ficam para sempre
Mas você aprende a se defender sozinha
E Quanto, mais eu me calava
O Mal, mais desejava
No Fundo eu só queria o Fim.

Foi Você,
Eu, que causei dor
Por ser quem eu sou
Foi Você,
Eu, que vou dizer
Errar, sim... Mas aprender.

Não Faça sofrer alguém que nada Te fez. (Não, Não)
Não Faça sofrer alguém que nada Te fez. (Não, Não)
Não Faça sofrer alguém que nada Te fez. (Não, Não)
NÃO FAÇA SOFRER ALGUÉM QUE NADA TE FEZ!!!

Foi Você,
Eu, que causei dor
Por ser quem eu sou
Foi Você,
Eu, que vou dizer
Errar, sim... Mas aprender.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir