A manhã me socorreu com flores e aves
Suaves, soltas, em asa azul
Borboletas em bando

Diz que pedra não fala
Que dirá se falasse
Eu, Ana?
Me ama
Me queima na sua cama

O veludo da fala
Disse: beijo, que é doce
Me prende, me iguala
Me rende com sua bala

Diz que pedra não fala
Que dirá se falasse
Eu, Ana?
Me ama
Me queima na sua cama

O veludo da fala
Disse: beijo, que é doce
Me prende, me iguala
Me rende com sua bala

Se disfarce de Zeus
De Juruna, na deusa azul
Se me comover
Eu já sei que é tu
Claridade de um novo dia
Não havia sem você
Você passou e eu me esqueci
O que ia dizer

O que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete tocando blues?

Que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete inventando blues?

Que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete delirando no blues?

Se disfarce de Zeus
De Juruna, na deusa azul
Se me comover
Eu já sei que é tu
Claridade de um novo dia
Não havia sem você
Você passou e eu me esqueci
O que ia dizer

O que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete tocando blues?

Que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete inventando blues?

Que há pra falar
Onde leva essa ladeira
Que tristes terras vencerá
Um intérprete delirando no blues?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog