Quebradas nas esquinas da cidade
viram beira-mar e
vira noite cai a lua
o vento vai soprar depressa
os ponteiros do relógio
largam o tique-taque devagar
e a noite que era tão imensa
logo vai passar
ficam as memórias

Largue tudo vá passear
Largue tudo vá passear

Senão um dia a gente passa
e leva a vida pela contra-mão
lembrando das janelas
que esqueceu de abrir
por isto não existe
uma razão para não se divertir
cantar alguma coisa a mais
pra poder refletir
memórias

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir