exibições 993

Pra Parar De Uma Vez É Difícil

Dudu Nobre


Pra parar de uma vez é difícil
Mas garanto que vou me esforçar
Tira o pé bem de mansinho
Vou saindo devagar
Pra parar de uma vez é difícil
Mas garanto que vou me esforçar
Você não sabe o que é ício
E como é difícil parar

Olha que a minha semana
Eram sete dias de baderna
Eu só via a luz da Lua
Era só batendo perna
E agora quando eu saio
No outro dia o corpo hiberna
São três dias na folia
Quatro na bat-caverna

Pra parar de uma vez é difícil

Olha, eu já vi bebedeira
Pra mais de duzentas caixas
E que sempre terminavam
Em sopapos e bolachas
Hoje é cerveja sem álcool
Só pra reduzir a marcha
Mas se pinta um bate-boca
Quase sempre o nível baixa

(versos de improviso)

Dê um tempo na madrugada
Pra não se machucar
Você não sabe o que é vício
E como é difícil parar
E cuidado com o relógio
Vê se vai mais devagar
Você não sabe o que é vício
E como é difícil parar
Esta estória de pára não pára
Não pode parar, parar de namorar
Você não sabe o que é vício
E como é difícil parar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir