Preciso aprender a falar baixinho
Porque cada um que vê o meu rosto
Não quer mais mentir
Não vou me enganar com você toda hora
Suas palavras não mais me incomodam
Você vai entrar pela mesma porta
Que um dia irá sair também

Marco o tempo que você está fora
Olhando os retratos que me deu antes de partir
Ouvindo o som que soa sem refrão
Sentindo as pedras que estão a cair no chão

Ouço e não entendo porque o ódio adormeceu
Renasceu a esperança de reconquistar o que é meu
Eu sei que você nunca mais vai Voltar...

Mas você vai voltar e eu não vou estar lá
Estarei mais por perto do que possa imaginar
Convocarei os ruidos e os sonidos de uma guitarra
Que tem origens e gemidos que não diz nada

Minha guitarra espanhola canta muito e nao diz nada
Sempre escuto mas nunca ouço peço flores pro mês de agosto

Minha guitarra americana música bacana
Todos ouvem mas não entendem
Só por ser da América e tal
Transformou um velório .. Em Natal ...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts