Nóis É do Mato, Mas Nóis Conhece

Eliane Camargo


Eu sou do mato
Eu não sou daqui
A minha mãe é a roça
O meu pai é o colibri

Eu sou do mato
E a Deus, sempre agradeci
Não há lugar mais bonito
Que o lugar onde eu nasci

Eu conheço os grandes centros
E o oco do sertão
Eu conheço o uísque fino
E a pinga com limão

Eu conheço a noite clara
A neblina e a serração
Eu conheço a tempestade
E a chuva, amansando o chão

Eu conheço o empregado
E a despesa do patrão
Eu conheço a alegria
E a tristeza de um irmão

Eu sou do mato
Eu não sou daqui
A minha mãe é a roça
O meu pai é o colibri

Eu sou do mato
E a Deus, sempre agradeci
Não há lugar mais bonito
Que o lugar onde eu nasci

Eu sou do mato
Eu não sou daqui
A minha mãe é a roça
O meu pai é o colibri

Eu sou do mato
E a Deus, sempre agradeci
Não há lugar mais bonito
Que o lugar onde eu nasci

Eu conheço a caneta
Que escreve em tabelião
Eu conheço a enxada
Que faz calo em nossa mão

Eu conheço o pau-de-arara
E o assento de um avião
Eu conheço a orquestra
E o solo de um violão

Eu conheço a vida dura
Que enfrenta o cidadão
Eu conheço o sucesso
E o aplauso do povão

Eu sou do mato
Eu não sou daqui
A minha mãe é a roça
O meu pai é o colibri

Eu sou do mato
E a Deus, sempre agradeci
Não há lugar mais bonito
Que o lugar onde eu nasci

Eu sou do mato
Eu não sou daqui
A minha mãe é a roça
O meu pai é o colibri

Eu sou do mato
E a Deus, sempre agradeci
Não há lugar mais bonito
Que o lugar onde eu nasci

Eu conheço a cama larga
E uma rede de imbira
Eu conheço o alto mar
E a lagoa de traíra

Eu conheço o rock'n roll
E a dança da catira
Eu conheço a grã finagem
E o sistema do caipira

Esse dom que Deus me deu
Ninguém rouba, ninguém tira
Eu conheço a falsidade
A verdade e a mentira

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Cezar / José Caetano Erba. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Anderson. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts