Foi, quem sabe, esse disco
Esse risco de sombra em teus cílios
Foi ou não meu poema no chão
Ou talvez nossos filhos

As sandálias de saltos tão altos
O relógio batendo, o sol posto
O relógio, as sandálias
E eu batendo em teu rosto

E a queda dos saltos tão altos
Sobre os nossos filhos
Com um raio de sangue no chão
Do risco em teus cílios

Foram discos demais, desculpas demais
Já vão tarde essas tardes e mais tuas aulas
Meus táxis, whisky, Dietil, Diempax

Ah, mas há que se louvar
Entre altos e baixos
O amor quando traz tanta vida
Que até pra morrer leva tempo demais!
Que até pra morrer leva tempo demais!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Aldir Blanc / Sueli Costa. Essa informação está errada? Nos avise.
Revisões por 4 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog