Foto do artista Emicida

Pequenas Alegrias da Vida Adulta (part. Thiago Ventura & Marcos Valle)

Emicida


[Emicida]
Deve-se ter cuidado ao passar no trapézio
Memo' que pese o desespero dos novos tempos
Se um like serve ao ódio, bro, nesse episódio
Breve o bom senso diz: Respire um momento
É sobre aprender tipo giz e lousa
O espírito repousa, reza e volta cem por cento
Cale tudo que o mundo fale e pense
O quanto a vida vale
Seja luz nesse dia cinzento
E ela diz: Deus te acompanhe, pretin, bom dia
Me deu um beijo e virou poesia
Deus te acompanhe, Pretin
E um beijo de amor explodiu em alegria
Deus te acompanhe, pretin
Volta pra nós como camisa 10 após o gol
Meu peito rufla, o olho brilha, isso é ter uma família
Minha alma disse: Demorô

Então eu vou bater de frente com tudo por ela
Topar qualquer luta
Pelas pequenas alegrias da vida adulta
Eu vou
Eu vou pro fronte como guerreiro
Nem que seja pra enfrentar o planeta inteiro
Correr a maratona, chegar primeiro
E gritar: É por você, amor
Eu vou bater de frente com tudo por ela
Topar qualquer luta
Pelas pequenas alegrias da vida adulta
Eu vou
Eu vou pro fronte como guerreiro
Nem que seja pra enfrentar o planeta inteiro
Correr a maratona, chegar primeiro
E gritar: É por você, amor

É um sábado de paz onde se dorme mais
O gol da virada quase que nós rebaixa
Emendar um feriado nesses litorais
Encontrar uma Tupperware que a tampa ainda encaixa
Mais cedo brotou alecrim e uns segredos
Tava com jeito que ia dar capim
Ela reclama do azedo, recolhe os brinquedo
Triunfo hoje pra mim é o azul no boletim
Uma boa promoção de fraldas nessas drogarias
O faz me rir na hora extra vinda do serviço
Presentes feitos com guache e crepom lembra meu dia
Penso que os sonhos de Deus devem ser tipo isso

Então eu vou bater de frente com tudo por ela
Topar qualquer luta
Pelas pequenas alegrias da vida adulta
Eu vou
Eu vou pro fronte como guerreiro
Nem que seja pra enfrentar o planeta inteiro
Correr a maratona, chegar primeiro
E gritar: É por você, amor
Eu vou bater de frente com tudo por ela
Topar qualquer luta
Pelas pequenas alegrias da vida adulta
Eu vou
Eu vou pro fronte como guerreiro
Nem que seja pra enfrentar o planeta inteiro
Correr a maratona, chegar primeiro
E gritar: É por você, amor

Ó, ó, ó, ó
Ó, ó, ó, ó
Ó, ó, ó, ó
Ó, ó, ó, ó

[Thiago Ventura]
Ei, Leandro, vou te contar essa história aqui
Porque eu sei que cê dá risada desses bagulho, se liga
Fui lá pra Tapoão da Serra esses dias pra visitar minha mãe, né
Pum, relaxado, quebradinha
Aí encontrei com os moleque
Aí o Jow me contou essa história

Ele falou que tava na laje da casa dele fumando um cigarro
É um sobradão que tem uns quatro andar, tá ligado?
Aí quando ele olha lá embaixo na rua
Tem um maluco tentando forçar a porta do carro dele
Forçando assim pra tentar abrir pra roubar o rádio
Sabe quando o maluco tá tentando pra roubar? Pois é!
Aí o Jow lá de cima olhou: Mano, e agora?
Olhou pro lado e tinha um pedra gigante, um pedregulho assim, tá ligado?
Ele falou assim: Mano, é isso memo! Vou mirar e acertar logo no pote!

Moleque, ó o que aconteceu
O Jow mirou no cara, acertou no teto do carro, Leandro
Ele quebrou o carro todo, viado
O maluco foi tentar salvar o carro e quebrou a porra toda
E não contente, a força do impacto
Abriu a porta que o cara não tava conseguindo abrir
E o maluco não me levou o rádio do cara embora?!
Ah, cê é louco, vou contar essa fita no stand up, tá brincando?!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir