Saia do seu corpo agora, vá pra outro lugar
Para a vida um segundo só pra observar
Começe a se julgar
Bote na frente os seus principios
Deixe florar os seus instintos
E entende onde quer chegar
E decida se vai chegar, pra você

Entra na tua mente, hora de você refletir
Se o que julgam certo é também pra ti
Ninguém sabe mais
E os conselhos que até hoje você ja guardou
Jogue eles fora e veja tudo que restou
Reencontrou você

Ta pronta pra loucura, agora vai que a noite é louca
O que importa é a harmonia entre a vontade e a responsa
De impor um limite entre o que é certo e te faz bem
Entre o que é errado mas no fundo de convêm

Deixa a intensidade tomar conta
Sensação de liberdade te encontra
E a loucura vai tirar você daqui
Vai fazer você olhar de um jeito que nunca olhou
Superficialidade só aumenta
A falta de alguma coisa que alimenta
A vontade, o querer, ser, ter, aparecer, promover o que não é
E o que nunca foi

Saia do seu mundo agora, amplia o seu olhar
Reflita bem sobre o que te faz mudar
E se tornar vulgar
Qual é o valor das coisas que tu ja comprou?
Perdo de tudo que na vida conquistou?
Que nunca vai esquecer

Priorizo a loucura que pra alma me faz bem
Uma manhã dentro do mar pra minha mente igual não tem
Foco em um momento o meu prazer em um só lugar
Que com o seu pensamento nunca vai poder enxergar

Deixa a intensidade tomar conta
E a loucura vai tirar você daqui
Sensação de liberdade te encontra
E a loucura vai tirar você daqui
O que importa é a harmonia entre a vontade e a responsa

Deixa a intensidade tomar conta
Sensação de liberdade te encontra
E a loucura vai tirar você daqui
Vai fazer você olhar de um jeito que nunca olhou
Superficialidade só aumenta
A falta de alguma coisa que alimenta
A vontade, o querer, ser, ter, aparecer, promover o que não é
E o que nunca foi

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir