Quando o dia nasce, e eu me vejo vivo
Sujo, magro, feio e desempregado
Não sei se me mate, se faço uma rifa
Se fundo uma igreja ou me candidate

Saio para a rua tão sem esperança
Muito mais perdido que cachorro
que cai de caminhão de mudança

Pra comprar um pão, precisa o dinheiro
Pra tomar uma cana, precisa o dinheiro
Pra tudo no mundo, precisa o dinheiro

E pelo que eu tô vendo vou acabar tendo
Que trabalhar ao menos meio expediente
Pois o Presidente diz, e a coisa é séria,
"Sem o seu trabalho o homem não tem férias".

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog