Eu não quero ser escravo da minha opinião
Enxergar sempre a mesma razão
Ter certeza é quase sempre uma pobreza insípida
Definir é uma limitação
Eu quero ter o direito de mudar de idéia
Não me prender a essa velha inteligência cega
Acreditar no que a ciência nega

Liberdade é a felicidade
Que se sente quando consegue entender
Que nem sempre o que "é"
Vai ser o mesmo
Pra mim e pra você

Eu não tenho medo de me contradizer
Não sei se vale mais ler um livro ou assistir tv
Mas sei que exemplo eu não quero ser
Não tenho a pretensão de ensinar ninguém a viver
Se tudo que a gente vê pode ser sombra na parede
Como eu posso dizer
Quem tem fome ou quem tem sede
E se tem
Tem sede de que?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir