Maria Lavadeira, Maria Mulher

Fernando Mendes

exibições 3.037

Esfrega a roupa na beira do tanque
Esfrega os olhos tira o sabão
Pobre Maria vai torcendo a vida
Enche de espuma o seu coração

Pela manhã ela desfaz a trouxa
Dobrando a manga desdobra o lençol
A vida de Maria não é sopa
Na corda bamba aproveitando o sol

À noite antes de dormir
Ela tira a roupa do varal
De madrugada passa o tempo
Querendo amor isso é normal

Enxágua o seu pensamento
Na água mais clara que tiver
Porque também tem sentimento
Maria também é mulher

Maria vai lavando a vida
Com lágrimas que saem do seu coração
Em cada canto uma saudade
Em cada sonho uma ilusão

Maria vive um pesadelo
E abre um sorriso
Pra esconder a dor
Maria tem muita esperança
De um dia encontrar
Um verdadeiro amor

Enfrenta o tanque no seu dia a dia
Vai esfregando seu jeito de ser
Sem detergente, mas com alegria
Vai clareando o modo de viver

De vez em quando ela com muita calma
Olha pro céu e reza outra vez
Lavando os pecados que tem na alma
E agradecendo aquilo que já fez

Maria vai lavando a vida
Com lágrimas que saem do seu coração
Em cada canto uma saudade
Em cada sonho uma ilusão

Maria vive um pesadelo
E abre um sorriso
Pra esconder a dor
Maria tem muita esperança
De um dia encontrar
Um verdadeiro amor

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir