exibições 4.211

Nana, nana, nana, nana,
Nana, nana, nana, nana,

De noite ela é como criança
Deita em meu colo, descansa,
E de-repente adormece
Acorda antes do sol tiquinho
E fica o dia todinho,
Brincando de faz de conta

De tarde, ela do mundo se esquece,
E pede a Deus numa prece,
Pro nosso amor não morrer

E passa o tempo todo ao meu lado
Diz que o certo ta errado pra eu não me preocupar
E eu gosto quando ela com jeitinho
Me provoca com carinho e me chama pra nanar

Nana, nana, nana, nana,
Nana, nana, nana, nana,

Na hora do banho ela, se esfrega,
Se o sabonete escorrega,
Ela se abaixa e apanha,
Na hora do almoço ela me chama,
Eu já conheço esta trama,
A fome pode esperar...

E passa o tempo todo ao meu lado
Diz o certo e o errado, pra eu não me preocupar
E eu gosto quando ela com jeitinho
Me provoca com carinho, e me chama pra nanar

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir