exibições 1.694
Foto do artista Fernando Tordo

Açores a Cores

Fernando Tordo


Tiro um sinal e os açores são a cores
Cores diferentes da noite e do dia.
Cores de todas as ilhas ilhas mar maravilhas
Versos-pedra de outra poesia.

Coloco um barco no mar que não nego
E sinto a água
E sofro a vaga
Se as ondas são o vento a dar, a dar,
Eu sou aquele da dor de ir e voltar.

Por pensar tanto o mar onde me lanço
Muito navego pouco descanso
Se o mar tem tanta coisa de falar
Eu sou, só no silêncio de ficar.

Tiro um sinal e os açores são a cores.
Cores diferentes de pedras e flores
Ilhas mar maravilhas
São sinais são cedilhas
Que transformam as cores em açores.

Esqueço as distâncias invento outro mapa
É o meu mundo a minha capa.
Distendo a força toda sem ser forte
Ganhando mais coragem mais ao norte.

Uso a linguagem das loucas idéias
Voz de mau tempo palavras feias.
Mas sempre respeitando aquilo que é belo
Aqui vale mais sê-lo que parecê-lo.

Tiro um sinal e os açores são a cores
Cores diferentes da noite e do dia.
Cores de todas as ilhas ilhas mar maravilhas
Versos-pedra de outra poesia.

Tiro um sinal e os açores são a cores.
Cores diferentes de pedras e flores.
Ilhas mar maravilhas
São sinais são cedilhas
Que transformam as cores em açores.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir