Como relâmpago, silêncio
Passe de milagre você me pintou
Me toma em teu compasso
Que só no teu abraço
Que eu me escondo do mundo

Pele que é pele não mente
Não esconde, não dissimularia
Meu corpo seja palco
Vertido e tomado em pelo à tua poesia

Eu adoraria, eu adoraria
Saber o percurso da tua boca à minha
Eu adoraria, eu adoraria
Ter de noite e de dia
Ter de noite e de dia
Me perder na linha
E me encontrar no fundo dos seus olhos

Pele que é pouca e não se aguenta
Morre de vontade, dispensa ladainha
Meu corpo seja palco
Vertido e tomado em pelo à tua poesia
Eu adoraria
Verbo imperativo dar tua língua a minha
Eu adoraria, eu adoraria
Ter de noite e de dia
Ter de noite e de dia

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir