Foto do artista Fito Paez

Al Lado Del Camino

Fito Paez


Al Lado Del Camino

Me gusta estar a un lado del camino
Fumando el humo mientras todo pasa
Me gusta abrir los ojos y estar vivo
Tener que vérmelas con la resaca

Entonces navegar se hace preciso
En barcos que se estrellen en la nada
Vivir atormentado de sentido
Creo que esta sí es la parte más pesada

En tiempos donde nadie escucha a nadie
En tiempos donde todos contra todos
En tiempos egoístas y mezquinos
En tiempos donde siempre estamos solos

Habrá que declararse incompetente
En todas las materias de mercado
Habrá que declararse un inocente
O habrá que ser abyecto y desalmado

Yo ya no pertenezco a ningún istmo
Me considero vivo y enterrado
Yo puse las canciones en tu walkman
El tiempo a mí me puso en otro lado

Tendré que hacer lo que es y no debido
Tendré que hacer el bien y hacer el daño
No olvides que el perdón es lo divino
Y errar a veces suele ser humano

No es bueno nunca hacerse de enemigos
Que no estén a la altura del conflicto
Que piensan que hacen una guerra
Y se hacen pis encima como chicos

Que rondan por siniestros ministerios
Haciendo la parodia del artista
Que todo lo que brilla en este mundo
Tan solo les da caspa y les da envidia

Yo era un pibe triste y encantado
De Beatles, Caña Legui y maravillas
Los libros, las canciones y los pianos
El cine, las traiciones, los enigmas

Mi padre, la cerveza, las pastillas
Los misterios, el whisky malo
Los óleos, el amor, los escenarios
El hambre, el frío, el crimen
El dinero y mis diez tías
Me hicieron este hombre enreverado

Si alguna vez me cruzas por la calle
Regálame tu beso y no te aflijas
Si ves que estoy pensando en otra cosa
No es nada malo, es que pasó una brisa

La brisa de la muerte enamorada
Que ronda como un ángel asesino
Mas no te asustes, siempre se me pasa
Es solo la intuición de mi destino

Me gusta estar al lado del camino
Fumando el humo mientras todo pasa
Me gusta regresarme del olvido
Para acordarme en sueños de mi casa

Del chico que jugaba a la pelota
Del cuatro-nueve-cinco-ocho-cinco
Nadie nos prometió un jardín de rosas
Hablamos del peligro de estar vivo

No vine a divertir a tu familia
Mientras el mundo se cae a pedazos
Me gusta estar al lado del camino
Me gusta sentirte a mi lado
Me gusta estar al lado del camino
Dormirte cada noche entre mis brazos

Al lado del camino
Al lado del camino
Al lado del camino
Es más entretenido y más barato

Al lado del camino
Al lado del camino

Ao Lado do Caminho

Gosto de estar de um lado do caminho
Fumando o fumo enquanto tudo passa
Gosto de abrir os olhos e estar vivo
Ter que lidar com a ressaca
Então navegar é preciso
Em barcos que colidam no nada
Viver atormentado de sentido
Acredito que esta, sim, é a parte mais difícil.

Em tempos onde ninguém escuta ninguém
Em tempos onde todos contra todos
Em tempos egoístas e mesquinhos
Em tempos onde sempre estamos sozinhos
Terá que declara-se incompetente
Em todas as áreas do mercado
Terá que declarar-se um inocente
Ou terá que ser vil e desalmado
Eu já não pertenço a nenhum istmo
Me considero vivo e enterrado
Eu pus as músicas em teu walkman
O tempo de pôs em outro lado
Terei que fazer o que é e o que não é certo
Terei que fazer o bem e fazer o mal
Não esqueça que o perdão é divino
E errar as vezes tende a ser humano

Não é bom fazer inimigos
Que não estejam a altura do conflito
Que pensam que fazem uma guerra
E que fazem xixi em si como crianças
Que rondam por sinistros mistérios
Fazendo a paródia do artista
Que tudo que brilha neste mundo
Somente lhes dá caspa e lhes dá inveja
Eu era um menino triste e encantado
Dos Beatles, Caña Legui e maravilhas
Os livros, as canções e os pianos
O cinema, as traições, os enigmas
Meu pai, a cerveja, os comprimidos, os mistérios, o whisky ruim
Os óleos, o amor, os cenários
A fome, o frio, o crime, o dinheiro, minhas 10 tias
Fizeram de mim esse homem confuso

Se alguma vez cruza comigo pela rua
Me presenteie com um beijo e não te aflija
Se vês que estou pensando em outra coisa
Não é nada de mais, é que passou uma brisa
A brisa da morte apaixonada
Que ronda como um anjo assassino
Mas não se assustes sempre me acontece isso
É só a intuição do meu destino

Gosto de estar em um lado do caminho
Fumando o fumo enquanto tudo passa
Gosto de voltar do esquecido
Para me lembrar em sonhos de minha casa
Do menino que jogada bola
Do 49585
Ninguém nos prometeu um jardim de rosas
Falamos do perigo de estar vivo
Não vem divertir a tua família
Enquanto o mundo cai em pedaços
Gosto de estar ao lado do caminho
Eu gosto de te sentir ao meu lado
Gosto de estar ao lado do caminho
Te embalar cada noite entre os meus braços
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho
É mais interessante e mais barato
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho

Original Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Fito Páez. Essa informação está errada? Nos avise.
Traduzida por Christie. Legendado por Flávio e Carol. Revisão por enzo. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts