Foto do artista Flávio Henrique

Flavio E Henrique Elétrico

Flávio Henrique


Eu bebo
Água que passarinho não bebe
E tubarão não nada...
Eu bebo
Água que queima e desce quente
Tem nome de aguardente...

" Isso é Flávio e Henrique Elétrico"

Simbora beber
Simbora prum bar
Simbora beber
Simbora, simbora, simboraá...
Simbora beber
Simbora prum bar
Simbora beber
Simbora, simbora, simborá...

E se você tá sofrendo de amor
Não precisa chorar
Se quiser curar essa dor
É só me acompanhar
Pra mesa de um bar...

Simbora beber
Simbora prum bar
Simbora beber
Simbora, simbora, simboraá...
Simbora beber
Simbora prum bar
Simbora beber
Simbora, simbora, simboraá...

Antes eu dizia pra você que iria te esquecer
Você não acredito no que aconteceu;
pois ao meu amor voce pisou demais.
Você diz que não me quer
Mais sei que ainda me ama,
quando estou na sala me arrasta pra cama
e eu sei que de amor você vai me chamar.
Ja era,
o seu amor pra mim foi amor de novela,
foi chuva de paixão que não molhou a terra,
eu fui um idiota mais você foi mais.
Perdeu,
Você tinha um alguém que pra sempre te amava
Era um a menos no mundo que te odiava,
Você não deu valor e agora te odeio.

Todo mundo tá feliz?
Tá feliz!
Todo mundo quer dançar?
Quer dançar!
Todo mundo pede bis
Todo mundo pede bis
Quando para de cantar

Batendo palma
E dando um grito
Hei!
Levanta a mão passando energia
Batendo palma
E dando um grito
Hei!
Levanta a mão passando energia

Eu quero ver
Levanta a mão
Vem balançando, balançando a multidão
Eu quero ver
Tindolelê
Nheco Nheco
Xique Xique
Balancê...

Tá na hora
Tá na hora
Tá na hora de brincar
Pula pula, bole bole

Se embolando sem parar
Dá um pulo vai pra frente
De peixinho vai pra trás
Quem quiser brincar com a gente
Pode vir, nunca é demais

I la ri la ri la ri ê
Ôôô
I la ri la ri la ri ê
Ôôô

I la ri la ri la ri ê
Ôôô


É a turma da Xuxa
Que vai dando o seu alô!...

Quer ir mais eu vamo
Quer ir mais eu vambora
Beber, raparigar
Fazer zueira
Pra voltar não tem hora... (2X)

Vou cair no pé
Amanhecer cheio de mulher
Fazendo aquele cabaré nas calçadas...

Vou me embriagar
Tô nem aí
Eu vou fazer é putaria
Ver a noite virar dia
Tomar banho de gelada...

E a mulherada
Toda de pé no chão
Com os tamanco na mão
Os cabelo assanhado...
E eu na gandaia
Muito louco doidão
Com o litro na mão
Bêbo enfernizado..

Quer ir mais eu vamo
Quer ir mais eu vambora
Beber, raparigar
Fazer zueira
Pra voltar não tem hora..

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir