exibições 84

A Filha da Porta-Bandeira

Fred Martins


Mas ela é filha da porta-bandeira, nasceu lá na Mangueira no meio de bambas
Tem como pai um diretor de harmonia que fez melodia para muitos sambas
Um dos seus primos é grande passista, o outro tem suingue, toca tamborim
Mas, por favor, me diz o que é que eu faço pra essa bela morena parar em mim
Mas ela é filha da porta-bandeira, nasceu lá na Mangueira no meio dos bambas
Tem como pai um diretor de harmonia que fez a melodia para muitos sambas
Um dos seus primos é grande passista, o outro tem suingue, toca tamborim
Mas, por favor, me diz o que é que eu faço
Pra que essa moreninha não me trate assim
É afilhada de mestre Cartola e na quadra da escola ela foi batizada
Os seus irmãos são todos pós-doutores na ala de compositores e na batucada
Se não me engano só na ala das baianas seis cunhadas, sete primas, dez tias e uma avó
Mas é que, sem o amor dessa morena, na minha vida nunca me senti tão só
Mas ela é filha da porta-bandeira, nasceu lá na Mangueira no meio de bambas
Tem como pai um diretor de harmonia que fez melodia para muitos sambas
Um dos seus primos é grande passista, o outro tem suingue, toca tamborim

Mas, por favor, me diz o que é que eu faço
Pra que essa moreninha não me trate assim
Desde mocinha logo muito cedo ela aprendeu samba enredo em lugar de cartilha
Diz que o próprio Nelson Cavaquinho vez em quando vendia samba no bar da vizinha
Soube que o seu primeiro namorado foi vitorioso em muitos carnavais
Agora, sem o amor dessa morena, te juro que já não posso viver em paz
Mas ela é filha da porta-bandeira, nasceu lá na Mangueira no meio de bambas
Tem como pai um diretor de harmonia que fez melodia para muitos sambas
Um dos seus primos é grande passista, o outro cheio de suingue, toca tamborim
Mas, por favor, me diz o que é que eu faço
Pra que essa moreninha não me trate assim
Eu que ao batente nunca falto, sou um sambista do asfalto, confesso sim senhor
Mas gosto tanto de um partido alto, e nem por isso não tão bom como improvisador
Há quem sustente que meu samba tem cadência diferente ou alguma influência do jazz
Cê me desculpe, eu não sou da mangueira, Morena, eu só sei que te quero demais

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Alexandre Lemos / Fred Martins. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog