Sem terra, sem teto, sem grão
Sem alma, sem rota a nação
Nos primórdios do mundo de Deus
Das tabas, florestas sem fim
Destino de índio feliz
Mas dias chegou caos e cruz
O fogo Kariwa, arcabuz mañuçawa
Minha terra mãe
Pariana, Juruena, Cayarí
Não te tenho mais
Yabarana, Manaós, Aguarás
Tudo o quanto amei
Pirayuri, Tarumã, Condorí
Branco já tomou
Guanapuri, Mariáia, Guanamã
Minha terra mãe
Yamaruá, Uepurí, Gepuá
Não te tenho mais
Araazes, Baanary, Quimaú
Tudo o quanto amei
Yoriman, Buraí, Apirá
Branco já tomou
Cocuena, Managú, Caniarí
Minha terra mãe
Aguayra, Guarinuma, Ararawá
Não te tenho mais
Caratú, Waupés, Juruparí
Tudo o quanto amei
Jacamin, Cayana, Acebarí
Branco já tomou
Aragatú, Zapucaia, Barés
Ô Ô Ô Ô Ô

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Sidney Rezende / João Melo. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog