Foto do artista George Israel

Curados Ao Sol de Copacabana

George Israel


Te imagino subindo num barco fugindo sem querer partir
Olhando pra quem te ama pela ultima vez
Virando a esquina de casa pra nunca, nunca mais voltar
Como se fosse possível deixar pra traz a vida que te fez
Por isso vou lembrar a verdade
Pra que o futuro não repita o passado, meu amor (Vou lembrar a verdade)
Perdi o rumo das estrelas
Com a luneta embaçada de lágrimas
Estidalhaçada pela dor
A luz do fim do Atlântico se iluminou e de presente nos deu
O céu de abril se coloriu e se vestiu das cores do Brasil

Pão de Açúcar, manga sobre a mesa
Bossa nova, feira, sorriso sem dente
Biquini indecente
Curados ao sol de Copacabana
Tropicália, Jorge Mautner, minas, Niemeyer
Sonhos de Darcy, Maracanã, Gabeira, Erasmo
Namoro cheirando a Jasmim

Nas madrugadas batucadas
Abrem súbitas estradas
De luz sonora em nosso coração
Cada nota musical é a luz celestial de estrelas invisíveis
Dentro do céu de cada um de nós
Espasmos de luz, orgasmos azuis

Tanto tempo se passou
Mas tua história não vou esquecer
Uma em milhões
Outra obra-prima do sobreviver
Quando penso que tá tudo perdido e estranho
Paro pra pensar
E beijo com os olhos a terra que nos deixou plantar
Meninos e meninas livres pra pensar
Meninos e meninas livres pra inventar... o futuro

Pão de Açúcar, manga sobre a mesa
Bossa nova, feira, sorriso sem dente
Biquini indecente
Curados ao sol de Copacabana
Tropicália, Jorge Mautner, minas, Niemeyer
Sonhos de Darcy, Maracanã, Gabeira, Erasmo
Bem, namoro cheirando a Jasmim

Para sempre em meu coração as vozes e os olhares dos assasinados nos campos de concentração Buchenwald, Sobibor, Maidenek, Belsen, Mathausen, Auschwitz, Dachau, Treblinka

Filhos da guerra, curados ao sol de Copacabana

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir