exibições 5.387

Benditos de Meu Pai

Foto do artista Gisele NascimentoGisele Nascimento


Toda vez que se importa com alguém
Que pro mundo não passa de ninguém
Meu coração se alegra porque sou ele também
Toda vez que você para pra chorar
Com aquele que nem é amigo seu
Minhas lágrimas você vai enxugar
Ali também sou eu

Não despreze o caráter de zaqueu
Encontre-me na escuridão de bartimeu
Vá ao barco de simão que está vazio
Pra me ouvir pregar
Lembra aquele coxo te pedindo esmola
Era eu tentando te fazer lembrar
Que só vai estar no céu à minha direita
Quem, na terra, do menor cuidar
Só aqueles que estarão à minha direita
Certamente me ouvirão falar

Me deste de comer, me deste de beber
Cobriste o meu corpo com tuas vestes sem me conhecer
Quando eu estava só você se aproximou
No hospital ou na prisão me visitou

Quantas vezes mergulhei no teu vazio
Insistindo todo dia em te buscar
Fiz do nada tudo aquilo que eu queria só pra te salvar
Quantas vezes você desistiu de mim
E a vergonha de errar lhe fez parar
Minha graça foi o braço que estendi pra te alcançar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir