Adeus, adeus filhinha
Meu amor e minha fã
Vou partir na claridade
Da estrela da manhã

Pelos campos orvalhados
Vou chorando por saber
Que os olhos que te amam
Nunca mais irão te ver

Quando o Sol da sexta-feira
Esquentar essa poeira
Do vermelho estradão
Estarei já bem distante
Recordando teu semblante
Teu amado coração

Adeus Paranaíba
Rio Manso do Coró
Vejo aqui na multidão
Mas me sinto muito só

Sairei escondidinho
Pois o pranto é meu mal
Quem não pode defender-se
Não enfrenta tribunal

Quando o Sol da sexta-feira
Esquentar essa poeira
Do vermelho estradão
Estarei já bem distante
Recordando teu semblante
Teu amado coração

Adeus, adeus filhinha

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts