Na teia da aranha eu tô
Na lã que dá calor
No linho ou na seda, amor
Você fica linda como uma flor

Tecendo nas malhas do tempo
Entrelaçando folhas e fibras vegetais
Vem do homem primitivo
O tecido rudimentar
A arte que encantou a nossa terra
As telas retratando o além-mar
Que me dera, amor
Te vestir na cor
Do país da cerejeira em flor

Negro plantou, colheu, teceu
Pintou, bordou na fazenda do senhor

Hoje vejo minha Villa Rica
Deslumbrando na avenida
Num banho de beleza e cor
No bailar dos ventos
Mostra o nosso tempo
O jeans modernizou ô

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Antônio Da Conceição / Carlinhos Melodia / Nego Wando · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por João
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.