Declamado
"Soy el chamamé, de lá tierra sin mal
Dexa-me cantar em tu corazón
Quiero ver la luz de tu libertad
E despues voar, en el resplendor de tu Sapucay
No hai destierro para mi
Soy el sol, de nuestra gente
El arraigo en la passion
Soy el alma de corrientes"

Pude ver cuando el ayer
Era un estertor lejano
que nascia en Japeju
Casserio soy tu hermano
No ai destierro pra mim
Soy el soy de nuestra gente
El arraigo e la passion
Soy el alma decorrientes

Sou o chamamé, a terra sem mal,
deixa-me cantar em teu coração,
Quero ver a luz de teu libertar
e depois voar, pelo resplendor do teu Sapucay

Tradução Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Antônio Tarrogo Rós. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Bianca. Revisão por davi. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts