Faça login para habilitar sua assinatura e dê adeus aos anúncios

Fazer login
exibições de letras 22.096

Doente de amor
Procurei remédio
Na vida noturna
Com a flor da noite
Em uma boate
Aqui na zona sul...

A dor do amor
É com outro amor
Que a gente cura
Vim curar a dor
Desse mal de amor
Na boate azul...

E quando a noite
Vai se agonizando
No clarão da aurora
E os integrantes
Da vida noturna
Se foram dormir...

E a dama da noite
Que estava comigo
Também foi embora
Fecharam-se as portas
Sozinho de novo
Tive que sair...

Refrão:
Sair de que jeito
Se nem sei o rumo
Para onde vou
Muito vagamente
Me lembro que estou
Em uma boate
Aqui na zona sul...

Eu bebi de mais
E não consigo
Me lembrar sequer
Qual é o nome
Daquela mulher
A flor da noite
Da boate azul...

E quando a noite
Vai se agonizando
No clarão da aurora
E os integrantes
Da vida noturna
Se foram dormir...

E a dama da noite
Que estava comigo
Também foi embora
Fecharam-se as portas
Sozinho de novo
Tive que sair...

Refrão:
Sair de que jeito
Se nem sei o rumo
Para onde vou
Muito vagamente
Me lembro que estou
Em uma boate
Aqui na zona sul...

Eu bebi de mais
E não consigo
Me lembrar sequer
Qual é o nome
Daquela mulher
A flor da noite
Da boate azul...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Benito O. Saviera / Tomaz. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Bianca. Revisão por Pedro. Viu algum erro? Envie uma revisão.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Grupo Tradição e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500


Opções de seleção