Tenho lido da bela cidade
Construída por Cristo nos céus
É murada de jaspe luzente
E juncada com áureos troféus
E no meio da praça eis o rio
Do vigor e da vida eternal
Mas metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal

Jamais se contou ao mortal
Jamais se contou ao mortal
Metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal

Tenho lido das belas moradas
Que Jesus foi no céu preparar
Onde os crentes fiéis para sempre
Mui felizes, irão habitar
Nem tristeza, nem dor, nem gemidos
Entrarão na mansão paternal
Mas metade do gozo celeste
Jamais se contou ao mortal

Jamais se contou ao mortal
Jamais se contou ao mortal
Metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal

Tenho lido das vestes brilhantes
Das coroas que os santos terão
Quando o Pai os chamar e disser-lhes
Recebei o eternal galardão

Tenho lido que os santos na glória
Pisarão ruas de ouro e cristal
Mas metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal

Jamais se contou ao mortal
Jamais se contou ao mortal
Metade da glória celeste
Jamais se contou ao mortal

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais no Blog