I
Livre terra de verdes florestas
Do irmão seringueiro à cantar
Mesmo as tuas desditas são festas
Tens tua fé ao redor do altar
Teu Purus do rio mar é braço forte
Terras firmes, riquezas sem par
Sentinela do Brasil extremo norte
À gritar vem irmão ocupar

Boca do acre altaneira
Berço amado por nós, filhos teus
Honra e glória é a tua bandeira
Paraíso criado por Deus (BIS)

II
Tens a paz, o progresso e o amor,
A grandeza dos teus castanhais,
Gabriel como teu fundador,
E a pujança dos teus seringais,
Brilha, eterno, o sol da esperança,
Da certeza de um grande porvir,
Hino à vida à luz e à bonança,
Teu destino é crescer é fulgir.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir