Como é grande a nossa Várzea Alegre
Tão cheia de encantos mil
Que enche de surpresa os visitantes
E de fé o nosso peito varonil
Nossas várzeas lindos campos e a lagoa
Nossas águas tão azul da cor de anil
Deslizam mansas no Riacho do Machado
Fecundando este recanto do Brasil.

Exaltemos, exaltemos
Com fé e amor profundo
O nosso torrão amado
Patrimônio de Papai Raimundo

Vendo o teu progresso avançando
Num insulto aos contrastes banais
As lindas flores vindas do teu solo
Perfumam tuas belezas naturais
O teu vale esperançoso e tão fecundo
Onde brotam os teus ricos arrozais
È o orgulho dos teus filhos que se ausentam
Que te deixam, mas não te esquecem jamais.

Exaltemos, exaltemos
Com fé e amor profundo
O nosso torrão amado
Patrimônio de Papai Raimundo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir