Buscando flores, montanhas, cascatas,
Revendo louras, morenas, mulatas,
Demando às terras das mais sensatas
Contendo fatos das saudosas datas

Minh'alma vibra
Por esta libra
Terra de fibra:
Tapiratiba!

Chego, enfim, a este paraíso
A esta terra que é Soledade,
Se neste chão bendito não piso,
Eu morreria do mal da saudade.

Minh'alma vibra
Por esta libra
Terra de fibra:
Tapiratiba!

Ó, este clima, ó, este povo,
E estas matas de encantos mil!
Pra não morrer, venho de novo
Rever meu berço, o mais gentil,
Que é minha terra cheia de rios,
Que é uma ilha cheia de pontes,
Torrão sagrado de poderios
E que de amor possui mil fontes.

Minh'alma vibra,
É tua cativa,
Beijo-te o solo,
Tapiratiba!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir